Páginas

28 de jan de 2013

Thump

É noite. Você está na cama, tentando dormir. A TV está ligada. Você está com o som o mais baixo possível para não acordar seus pais, a luz que a TV emite se emite pelo quarto todo, elas dançam, brincam com as sombras, brincando com sua mente, fazendo você imaginar coisas. Estúpido como você é, você já apagou as luzes, e o interruptor está do outro lado do quarto.

Você está com medo. Imagens de demônios e fantasmas viajam pela sua mente, seu coração bate cada vez mais forte. Porque você teve que ler aquelas creepypastas? Você se chuta por ser um idiota, e se vira na cama para dormir.

Então acontece. No momento que você fecha seus olhos. Um Thump, parecendo que veio do final do corredor. Você abre seus olhos e se senta na cama. Provavelmente foi seu irmão que caiu da cama ou alguma outra coisa. Você se vira e fecha seus olhos de novo. Outro Thump. Dessa vez mais perto. "É meu irmão. Ou meu gato. Ou meus pais. Ou algo." Thump. Do lado de fora do seu quarto. Você se levanta e olha para a porta desafiadoramente. A TV ainda está ligada. A porta permanece fechada.

Então você tem uma ótima idéia. Você pega o controle remoto e aumenta o volume da TV. Você começa a se sentir melhor quando vozes humanas entram em seus ouvidos. Você se vira de novo e fecha seus olhos. Então você se da conta de quão estúpido você foi. Só apenas, apenas naquele momento, você se dá conta.

Se o volume da TV está alto, como você vai ouvir o último Thump?

24 de jan de 2013

A Terra Oca (The Hollow Earth)



O astrônomo britânico Edmund Halley, do cometa, propôs que a terra pode consistir de várias esferas concêntricas colocadas dentro de uma outra na forma de um quebra-cabeça chinês caixa. As duas camadas internas tinham tamanhos comparáveis ​​ao de Marte e Vênus, enquanto o núcleo interno sólido era tão grande quanto o planeta Mercúrio. Mais surpreendente foi a proposta de Halley que cada uma dessas esferas internas poderia suportar a vida. Eles deveriam ser banhado em luz perpétua criado por uma atmosfera luminosa. Quando havia uma tela extraordinariamente brilhante de aurora boreal, Halley postulado de que poderia ter sido causada por gás brilhante escapar do interior da Terra em nossa atmosfera.

Halley propôs sua teoria, no século XVII, quando o conhecimento científico da estrutura da Terra ainda era primitivo. Conforme o tempo passava, a improbabilidade de uma Terra oca ficou claro para os cientistas e estudiosos, mas a idéia foi retomada por escritores de ficção imaginativa. Certamente o mais conhecido foi Jules Verne, que escreveu Viagem ao Centro da Terra, em 1864. Edgar Rice Burroughs escreveu todo um ciclo de romances situados na Terra oca.




Verne, Burroughs, e um monte de outros escritores de ficção científica foram inspirados pelas teorias de um início do século XIX americano excêntrico chamado Symmes John Cleves. Como Hailey, Symmes pensava que a Terra era composta de cinco esferas concêntricas. Mas ele acrescentou um novo problema. Houve uma enorme abertura, chamada popularmente de "Hole Symmes," em cada um dos pólos. O oceano fluiu para dentro e para fora destas aberturas. O interior da Terra também deveria ser habitado.




Symmes, um capitão do exército que serviu com distinção na Guerra de 182 1, foi um evangelista entusiasmado para sua teoria. Ele viajou por todo o país tentando levantar rwney para enviar uma expedição para o buraco polar norte. Ele até pediu Congresso de dinheiro para financiar a expedição, e a proposta recebeu 25 votos. Um médico rico financiou uma expedição 1824 para o Pólo Sul para encontrar o buraco Symmes. A expedição foi vencida, mas Symmes morreu com sua idéia intactos, e um modelo de pedra da terra oca de acordo com Symmes fica no topo de um memorial levantado a ele por seu filho em Hamilton, Ohio.




Em 1906, William Reed publicou um livro chamado Fantasma dos Pólos em que afirmou: "Eu sou capaz de provar a minha teoria de que a Terra não é apenas oco, mas adequado em seu interior para sustentar a vida humana com tão pouco de desconforto como na sua exterior, e podem ser feitas acessível à humanidade com um quarto desembolso de dinheiro, tempo e vida que custa para construir o metrô em Nova York. O número de pessoas que podem resolver neste novo mundo (se já não estiver ocupado) será biliões. "




Proposta surpreendente Reed recebido pouca atenção de um público cético. Um pouco mais influente foi Marshall B. Gardner, que escreveu sobre teoria Symmes "alguns anos mais tarde. Gardner rejeitou a "absurda" a noção Symmes de cinco esferas concêntricas, mas ele adotou entusiasticamente a idéia de aberturas nos pólos. De acordo com Gardner, o interior da terra foi iluminada por um pequeno sol de cerca de duzentos quilômetros de diâmetro. Infelizmente para Gardner, ele publicou seu livro em 1920, em 1926, o almirante Richard E. Byrd fez seu primeiro voo sobre o Pólo Norte, e em 1929, ele realizou a mesma façanha no Pólo Sul. Como a história registra, o Almirante Byrd não encontrou buracos. Uma vez que os buracos deviam ser mais de mil quilômetros de diâmetro, que teria sido muito difícil de ignorar.




Gardner não abandonou suas idéias Terra oca, mas ele fez parada palestras e escrever sobre eles. No entanto, outros que mantiveram a fé têm insistido que Byrd, na verdade, fez descobrir o grande buraco no pólo e, na verdade, voou um bom caminho para o interior da terra, e que, por alguma obscura significa que o governo está "encobrindo" este fato. Alguns criacionistas da Terra oca que insistem em expedições posteriores Byrd realmente penetrou cerca de quatro mil. milhas para o interior da Terra oca. Fotografia de satélite apresentou criacionistas da Terra oca com outro problema.




Nenhuma das fotografias da Terra tiradas do espaço mostram buracos polares. Mas os criacionistas da Terra oca não estão prestes a ser abatido por tais provas. É tudo parte do encobrimento, dizem eles. As fotos de satélite são todas retocadas para esconder o buraco. Na verdade, sonic das primeiras fotos da Terra vista do espaço fez show que parecia ser um buraco gigantesco em um poste. As fotos, porém, foram compostos feitos de muitas fotos menores. O "buraco" foi simplesmente uma área que não tinha sido fotografada. Bobagem, insistem os criacionistas da Terra oca, estes foram as fotos reais que escaparam através da web de censura por acidente. Tal como acontece com a expedição Byrd, esses "buracos fotos polares" tornaram-se pilares da fé Terra oca.




Um campeão ímpar de terra oca era Richard. S. Shaver, um soldador da Pensilvânia, que afirmou que por "memória racial", ele tinha recuperado todos os homens "esquecido" história Seus contos incluem relatos de criaturas do mal chamado Deros que viviam em enormes cavernas subterrâneas que honeycombed terra. Há também um vasto conjunto de especulações sobre uma civilização oculta subterrâneo enorme conhecida como Agartha. É suposto ser a me de "mestres escondido" cujos poderes vão desde o sobrenatural apenas ao absolutamente divino.




Mais bizarro ainda que "as teorias de Symmes e Gardner foi o apresentadas por Cyrus Reed Teed, médico e alquimista erva de Utica, Nova York. Teed afirmou que os cientistas tinham conseguido tudo isso para trás, e que a terra era oca e que estamos vivendo no interior!




Não é tão louco quanto parece à primeira vista, por muitos dos métodos de Teed de contabilização de fenômenos observáveis ​​em termos da terra oca eram realmente bastante engenhoso. O sol estava no centro da Terra oca Teed e foi meia luz e escuridão metade. Foi a rotação dos dois lados sol central qque causou a ilusão de que o sol nasce e se põe. A lua, os planetas e as estrelas não eram objetos distantes, mas apenas o reflexo de luz. A razão pela qual não podia ver através do outro lado da terra foi a de que a atmosfera era muito denso. Algumas das outras explicações Teed, no entanto, são totalmente incompreensível.




Scott Morris, o editor da revista Omni Jogos, chama Teeds idéia "uma das teorias mais absurdas já propostos." Mas depois ele ressalta que "o que há de mais in é que um mexer pouco matemática transforma essa teoria maluca em uma proposição de que é praticamente impossível de refutar. O truque é feito por inversão, uma transformação puramente geométrico que permite que as formas por sua vez, matemático de dentro para fora . Quando uma esfera é invertido a cada lado de fora é mapeado para um interior correspondente, e vice-versa.




Teed não chegou a suas teorias pela matemática, mas, por inspiração mística. Ele também decidiu que ele era o novo Messias e adotou o nome Koresh em hebraico para Ciro. Ele chamou seu Koreshanity nova religião, e da Terra oca era um artigo fundamental da fé. " Ele escreveu, "conhecer de concavidade da Terra é conhecer a Deus. Enquanto a acreditar na convexidade do EWTh é negá-Lo e todas as suas obras. Tudo o que se opõe à Koreshianity é o anticristo."




Teed pegou centenas de seguidores, em parte porque ele era um orador fascinante e em parte porque a sua terra oca tinha um certo apelo. Ele fez o universo menor, mais gerenciável, mais confortável. A terra não era mais um pouco insignificante de rocha orbitando uma estrela obscura, era todo o universo!




Koresh mudou seus seguidores para uma "Nova Jerusalém", na Flórida, e antes de sua morte, em 1908, ele disse que iria ressuscitar dos mortos. Seguidores vigiava o corpo por dois dias, mas no calor da Flórida rapidamente mostrou sinais de decadência, e as autoridades de saúde ordenou que o messias da Terra oca ser enterrado. O culto persistiu e continuou a fazer alguns convertidos.




Talvez a influência mais bizarro que as idéias de Teed teve foi na Alemanha nazista. Algumas das publicações Teed caiu nas mãos de Pedro Bender um aviador alemão que tinha boen'badly feridos. Bender foi invertida, e embora fosse de morrer em um campo de concentração nazista, a terra oca idéias que ele proclamou despertou interesse em o clima anti-intelectual da Alemanha nazista.




Em abril de 1942, os nazistas enviaram uma expedição sob o Dr. Heinz Fischer, especialista em raios infravermelhos, para a ilha de Ruegen, no Mar Báltico. Um dos propósitos da expedição era fazer um retrato da frota britânica, transformando suas câmeras para cima e atirando em todo o centro da Terra oca! Astrônomo Gerald Kuiper S. observado. "Altos funcionários do Almirantado Alemão e da Força Aérea que esta seria útil para localizar o paradeiro da frota britânica, porque a curvatura côncava da terra facilitaria longa distância observação por meio de raios infravermelhos que são menos curvo do que os raios visíveis."

(Deep Web)

Fotos do Planeta Zero



(Deep Web)


Jacarés em Queda (Falling Alligators)

THE NEW YORK TIMES, Dec. 26, 1887:

Dr. JL Smith, de Silverton Township, Carolina do Sul, ao abrir-se uma fazenda de terebintina novo, percebeu algo cair no chão e começar a rastejar em direção a tenda onde ele estava sentado. Ao examinar o objeto que achei que fosse um jacaré. No decurso de alguns minutos a um segundo fez o seu aparecimento. Este tão animado a curiosidade do médico que ele olhou em volta para ver se ele poderia descobrir mais e encontrou outros seis dentro de um espaço de 200 jardas. Os animais foram todos muito animada, e cerca de 12 centímetros de comprimentos. O lugar em que caiu está situado em terreno arenoso de alta de cerca de seis quilômetros ao norte do rio Savannah. "

NEW YORK AMERICAN, Sept. 19, 1929: 

".... um jacaré, 31 centímetros de comprimento, morto no Meadows Hackensack, Nova Jersey, por Carl Weise, 14 Coloque Peerless, North Bergen, Nova Jersey ..."

CHICAGO CITIZEN, Sept. 19, 1929:

"... Um jacaré, 5 1/2 metros de comprimento, foi encontrado congelado até a morte em um banco do River Rock, perto de Janesville, Wisconsin ...."

Quatro crocodilos jovens foram reportados em diferentes locais perto Over-Norton, Inglaterra.

(FIELD, Aug. 23, 1862; GENTLEMAN'S MAGAZINE, August 1866)
As Charles Fort writes:


"...It seems to me that an existence that is capable of sending young butchers to medical schools, and young boilermakers to studios, would be capable of sending young crocodiles to Over-Norton, Oxfordshire, England. When I go on to think of what gets into the Houses of Congress, I expect to come upon data of mysterious distributions of cocoanuts in Greenland..

(Deep Web)
."

Deeps

Irei começar a postar arquivos de alguns sites da "Deep Web"

Guerra Subterrânea (Subterranean Warfare)

GUERRA SUBTERRÂNEA REVELADA!!


A revista colombiana "Mecani Mania" em suas fotografias em janeiro de 1996, fotografias originais de guerreiros subterrâneos. Rumores de um mundo secreto, um planeta oco sob a superfície foram persistentes ao longo dos séculos. Finalmente evidência fotográfica da existência desta cultura altamente tecnológica avançada foi divulgado.

A foto mostra um título subwarrior saindo de um buraco pântano em equipamento de combate completo. (Também foto à direita). A imagem abaixo mostra um objeto voador não identificado pairando sobre as águas de uma entrada subterrânea.




De acordo com uma testemunha ocular, há um programa de infiltração acontecendo que lentamente substitui posições dos centros de comando globais com criaturas subterrâneas no disfarce. O informante explica que um assumir, não é para ser temido do espaço exterior, mas sim de baixo da terra. Ele faz uma conexão com assaltos quase letais para os políticos na Alemanha (Lafontaine, Schaeuble) de esquizofrênicos / Assasinos psicótico que, segundo a revista "Spiegel" queria fazer público o fato de que existem enormes fábricas subterrâneas sob Alemanha, dedicados a manipulações biológicas e sexual experimentos / chirurgic com os humanos. (Relações para o Templo do Sol ou dos Illuminati não foram relatados neste caso.)

O artigo "Mecani Mania" propõe que a informação secreta (incluindo um desenho de um cenário estratégico para uma guerra mundial intraterrestial) vazou para a versão impressa do 21 de agosto de 1995 Emissão de 'Time' revista que tem status de "cultos" desde "Arquivados" na franja círculos de investigação subterrâneos. Há uma fotografia rara de Coronel M. Pasley da Inteligência do Exército dos EUA e de Comando de Segurança em Fort Belvoir, Virgínia, que usa a identidade de um coronel e especialista em guerra eletrônica e parece estar relacionado a eventos inexplicáveis.


Surpreendentemente muitos documentos públicos têm referência mais ou menos óbvia para o domínio subterrâneo. H.P. Lovecraft revelou algumas das lendas sobre 'Coisas' Elder subterrâneos em seu famoso romance "Nas Montanhas da Loucura" (1936), mas eles nunca foram oficialmente aknowledged por seu realismo. "Sociedade de Investigação de Paraspeleology, fenômenos Abyssian eo Underworld 'A base dos EUA (Sipapu) foi abruptamente e misteriosamente abandonada no final dos anos 80, mas o tema de mundos subterrâneos (Aghartha) e seus habitantes (Deros, Teros, Pessoas Serpente) ainda está surgindo em muitos pontos da cultura underground e popular. Mesmo o 'Supermario Bros' Filme de Hollywood faz referência aberta ao povo cobra lendários dos submundos.

MEDO DO ESCURO

Sabe quando você apaga a última lâmpada... Está no escuro, e sente aquele frio na espinha?
Não importa se é criança, adulto ou velho...
Você sempre pode sentir o ambiente esfriar de repente, como se seu sangue gelasse só por causa do escuro...
A maioria das pessoas deixa a lâmpada do quarto acesa... E se foca na claridade do caminho de volta pro quarto, outros vão correndo... Mas poucos olham pra trás...
Você sabe que não tem nada lá no escuro... Ou pelo menos sua mente quer pensar assim...
Mesmo quando está deitado, e ouve barulhos estranhos, você ignora, você sabe que pode ser o vento, ou algum objeto em falso que caiu...
Mas lá no fundo... Você tem medo de olhar e perceber alguma coisa te olhando de volta...
As crianças tem este medo... Mas vão crescendo sendo treinadas para acreditar que não há nada lá...

Eu acreditava...

Naquela vez que fui ao banheiro, tinha esquecido de ligar a luz do corredor...
Era desnecessário, eu sabia o caminho...
Fui olhando pro chão, com medo de tropeçar em algo no escuro...
Estava frio... Achei normal, afinal era noite...
Enquanto fazia o que tinha ido fazer no banheiro, senti um pequeno calafrio...
Ri sozinho... Estava realmente apertado, era um alívio!
No caminho de volta, ouvi um estalo atrás de mim, e me arrepiei...
Nessa hora nosso cérebro começa a procurar uma explicação pro que está havendo...
Comecei a vasculhar minha mente, tentando lembrar se eu tinha trancado a porta... Tinha. Tinha certeza que sim.
E essa é a hora em que você pensa o quanto seu medo é ridículo, e olha pra trás pra provar a si mesmo que está errado... Eu olhei...

O que eu vi, fez meu sangue gelar...

Olhava diretamente pra mim...
Não podia ver seus olhos, mas sabia que olhava pra mim...
Minhas pernas não se mexiam... Eu não conseguia gritar...
Parecia ter levado uma eternidade encarando aquelas órbitas vazias, até que consegui forças pra correr até o meu quarto e acender a luz...
Enquanto meu coração parecia querer sair pela boca, olhei para onde a coisa estava... E não havia nada...
Na manhã seguinte, não sabia se havia sido um sonho, ou se tinha sido mesmo verdade... Eu só sabia de uma coisa...

Eu não durmo mais de luz apagada...

Poesia do Silêncio (2)

O início de mais uma noite é anunciada,
Pelo uívo da angústia e pelo rosnar da agonia...
Preso novamente estou em lembranças e sentimentos
Que com o passar do tempo eram para serem esquecidas,
Mais todas noites me atormentam, me deixando sem saída...
E aqui estou eu de novo, quase à beira da loucura,
Sem opções tento lutar, mais me falta força...

Poesia do Silêncio

Nestas horas mortas que a noite cria, entre um e outro verso do pavoroso poema, que sob a pálida luz de uma vela eu lia, me chegavam antigas lembranças de um dilema.
Quanto amargo e dissabor o silêncio produz! Entre as sombras vacilantes da noite, chegam em formas indefinidas, que sobre minha cabeça pairam, aves e outras criaturas aladas que de infernal recônditos alçam voo até minha mente, a perturbar minha alma.
Essas formas indefinidas das sombras criadas pelo medo, ocupando o vazio do meu ser, preenchendo o que antes era de sentimentos sublimes e, agora, somente o sentimento de dor. O que antes era alegria, agora é tão somente o dissabor.
Que pena paga um condenado pelos sentimentos! Oh, agonia incessante. Que martírios mais terei que suportar? Como um medo tão latente do desconhecido, pode tanto me apavorar? Será do vazio de minha alma que sinto medo? Ou do esquecimento do meu ser, por outro já amado?
Não é do fim da vida que treme minha alma, mas do fim do sentir-se bem eterno. Não mais existir não é tão doloroso quanto o existir sem ser notado, ou amar sem ser amado, ou perder o que jamais será recuperado.

Tulpas

De acordo com crenças do Tibet, Tulpa é uma “criatura materializada pelo pensamento humano que deve servir ao seu criador”.

Mas essa não é uma atividade muito fácil, já que de acordo com monges tibetanos “existe uma fórmula certa para isso”.

O livro “Magic and Mystery in Tibet”, de Alexandra David-Neel, fala sobre as experiência da escritora com Tulpas. Segundo Alexandra, a criação de um Tulpa trás consigo algumas consequências, pois depois de formada, esta criatura tem vontade própria, se desenvolve como qualquer indivíduo e pode ficar violenta e até mesmo matar o seu criador.

Segundo a crença tibetana, em grande parte dos casos, o Tulpa tende a desaparecer com a morte de seu criador, mas há relatos de algumas criaturas criadas com tanta vontade que acabam sobrevivendo.

Muitos acreditam que o conhecido “Bicho Papão", terror das criancinhas, seja na verdade um Tulpa, ou seja, uma criação inconsciente da criança quando está sozinha e assustada no escuro.

A existência de Tulpa também poderia explicar alguns relatos sobrenaturais, como fantasmas vistos em lugares abandonados, nos quais ouve alguma tragédia, monstros e o aparecimento de diversas criaturas sobrenaturais.
Em livros do escritor H. P. Lovecraft, criaturas como os Tulpas são descritas como ”Shoggoths”, pois que segundo o autor, antes do surgimento dos seres humanos o mundo era habitado por alienígenas. Essas criaturas podiam adquirir qualquer forma para executar cada função específica. Assim como os Tulpas, os Shoggoths tiveram “rompantes de consciência" e se rebelaram contra seus criadores, resultando em uma guerra que acabou com parte da população.

A existência de Tulpas já foi abordada também em algumas séries de sucesso, como: “Arquivo X”, “Supernatural”

Creepypasta Perfeita!!!!

Quantas creepypastas você já leu? Quantas vezes você procurou em diversos sites a creepypasta perfeita, a que mais te assustaria, ou ao menos te deixaria pensativo?
Bem, com as creepys, você descobre muita coisa. Que existe um lado obscuro da internet, que há milhões de casos estranhos pelo mundo, mistérios sem resolução. Você descobre que games podem ser perigosos, e inocentes desenhos animados escondem seu lado satânico.
Você descobre que o seu artista favorito pode ter um pacto com o demônio, e músicas que revelam isso.
Você descobre mensagens subliminares nas coisas mais improváveis, e você conhece correntes que não te salvarão nem se você enviá-las para todos os seus amigos. Você descobre fotos amaldiçoadas, vídeos bizarros e sem explicação.
E você também descobre coisas bem mais interessantes que tudo isso. Você descobre que talvez você não comande suas ações, que você não é... você. Que você não tem pensamentos próprios, ou que sua vida só passa de uma lembrança.
Você lê tudo isso porque gosta de sentir medo. Porque gosta de pensar sobre certas coisas, porque gosta do perigo.
Você encara todas as creepys como falsas, mas... e se alguma delas, alguma que você ainda não encontrou, seja verdadeira?
E se você ainda não encontrou, porque ela não existe? Porque é você quem vai criar, ou melhor, contar?
E se aqueles relatos de pessoas apavoradas não forem realmente falsos?
E se algum dia for VOCÊ no lugar delas... ?
E se algum dia, você descobrir que a creepypasta perfeita é o que está por trás da sua vida... da NOSSA vida?
E se algum dia, você relatar um experimento chocante com o sobrenatural na internet, e todos encararem como algo falso?
Como mais uma creepypasta.
E se a creepypasta perfeita for você?

22 de jan de 2013

Arquivo 2711.mp3



Um arquivo MP3 corrompido foi encontrado no computador de uma vítima de assassinato não-identificada, logo após o homem ser violentamente assassinado. Reportagens afirmam que o homem fora assassinado de uma maneira que somente as mentes mais profundas, mas macabras poderiam imaginar. O CNN comparou o ataque a um filme da série "Jogos Mortais". Todos os membros da vítima foram arrancados de seu corpo, e espalhados por várias partes de sua casa. Seu estômago fora aberto e suas entranhas não puderam ser encontradas em nenhum lugar.

O assassino ainda não foi capturado, no entanto, ele tentou "encobrir" seu ataque, reproduzindo uma musica da banda Deadmau5 enquanto assassinava a vítima. Porém, havia um arquivo, 2711.mp3 (encontrado por um investigador 2 dias depois do ocorrido), que era uma gravação feita pela namorada da vítima, que havia terminado com ele pouco tempo depois que ele a traiu. A gravação toda tinha aproximadamente 8 minutos de duração. A declaração da garota terminou em torno de em 3 minutos, e então, ocorre um silêncio. Cerca de 7 minutos e 15 segundos na gravação, há algo parecido com um grito distorcido (que o investigador alegava "ter vindo diretamente de um filme de terror", irônico, considerando a cena do crime), e então, ela finalmente termina.

As investigações ainda estão sendo feitas. No entanto, o principal suspeito ainda está pra ser determinado. O disco rígido, contendo o arquivo em MP3, já fora removido do computador da vítima, e trancado em um armário de segurança do departamento policial local de Miami. Dos quatro detetives envolvidos no caso, um deles desapareceu misteriosamente, sem deixar rastros, no dia 29 de novembro de 2011. Outro investigador havia concordado em dar informações básicas sobre o caso, mas recusou-se agressivamente quando pedimos para obtermos mais detalhes sobre o arquivo MP3.

A julgar pela qualidade do arquivo, se supõe que ele fora gravado no Audacity BETA 1.3 para Windows 7.

Desde então, foi confirmado que 2711, é a data do assassinato, do áudio, e do aniversário do casal.

18 de jan de 2013

O número 13, o segredo de tanto "medo"

O número 13 faz parte das superstições de inúmeras culturas, sendo tão popular que inclusive existe um nome para a fobia relacionada a ele — a Triscaidecafobia —, assim como existem grupos de ajuda para quem deseja superar o medo. Mas você sabe de onde é que tiraram a ideia de que um número pode ser tão maldito assim?

De acordo com o pessoal do site wise GEEK, o medo relacionado ao número 13 existe há séculos, e muita gente se baseia em explicações históricas e mitológicas para justificar a sua maleficência.

Um dos mitos relacionados ao fatídico número é de que o 13º artigo do famoso Código de Hamurabi teria sido omitido, quando, em realidade, o tal código nem sequer é numerado. Outro mito associaria o número 13 ao cristianismo, baseado no número de apóstolos que participaram com Jesus da última ceia, sendo Judas o 13º a se sentar à mesa — além de ter sido ele o homem que traiu Cristo.

PURA SUPERSTIÇÃO

Entretanto, o medo em si pode estar relacionado a outros problemas, como a ansiedade e a depressão, por exemplo, fazendo com que as pessoas acabem associando emoções negativas a um número específico (o 13 já se tornou famoso mesmo, juntamente com o 666), sentindo-se mais estressadas e temerosas em datas como a “Sexta-Feira 13”.

Assim, para superar o medo irracional dos números — porque, convenhamos, é irracional! —, o melhor mesmo é tentar encontrar a origem do problema, desvendando o que é que realmente nos faz direcionar nossas emoções negativas a um simples e inocente número.


5 Superstições Populares e suas Origens Bizarras


GATOS

Várias das superstições envolvendo os gatos — como você deve ter imaginado — surgiram na idade média. Naquela época, acreditava-se que as mulheres que possuíam gatos eram bruxas, e que elas inclusive podiam se transformar em um desses animais.

Desde então, espalhou-se a crença de que cruzar o caminho com um gato preto pode dar azar. Mas, além dessa lenda, muita gente acredita que esses animais podem roubar o fôlego de bebês dormindo, assim como existe uma relação entre o número de gatos que uma mulher possui e o número de anos que ela ficará solteira. Coitados dos bichanos!


ESPELHOS

No passado, quando os espelhos começaram a surgir, muita gente acreditava que eles eram objetos sobrenaturais, capazes de capturar almas. É por essa razão que em alguns países da Europa ainda é costume cobrir todos os espelhos de uma casa quando algum familiar morre, para evitar que a alma do falecido fique presa em algum deles.

Além disso, muitos acreditavam que os espelhos exerciam poder sobre o futuro das pessoas, e é por essa razão que existe a crença de que quebrar um espelho pode trazer sete anos de azar ou, ainda, quando um desses objetos cai e se rompe sozinho, de que a morte está por perto. Mas não se preocupe, pois, para neutralizar a maldição, basta enterrar ou queimar o objeto quebrado.


FOTOGRAFIAS

Quando a fotografia foi inventada, lá no começo do século 19, a nova tecnologia foi recebida com bastante resistência. Isso porque as pessoas temiam que, quando os seus retratos fossem tomados, suas almas também pudessem ser roubadas. Afinal, se os bruxos usavam pequenas representações de indivíduos — na forma de bonecos — para fazer feitiços, as fotos eram cópias muito mais fiéis, não é mesmo?


SAL

Historicamente, o sal era um artigo extremamente precioso e raro, sendo usado como moeda de troca por muitos povos e tendo o poder de destruir impérios. Assim, desperdiçar sal era algo inaceitável e podia, inclusive, custar a vida do desastrado.

Portanto, jogar um punhado de sal sobre o ombro esquerdo era um caro castigo antigamente. Porém, o costume de jogar um pouco dessa substância também está relacionado com espantar o demônio que, aparentemente, tem o hábito de ficar por ali, cochichando maldades no nosso ouvido esquerdo.


MAÇÃ NA TINA DA ÁGUA

Sabe aquela brincadeira bem comum das festas juninas, na qual maçãs são colocadas em uma bacia cheia de água e as pessoas devem tentar pescar a fruta com uma mordida? De acordo com o site, essa brincadeira teve origem na época dos celtas, quando eles celebravam a colheita da maçã, no dia 31 de outubro.

Os celtas acreditavam que nessa data era possível atravessar a linha que separa o nosso mundo do mundo mágico, e aqueles que quisessem passar para o outro lado deveriam vencer um desafio que envolvia enfrentar dificuldades na água para capturar uma maçã. Assim, quando você for tentar a sorte na próxima quermesse, já sabe onde é que você pode ir parar!



ALPS, o pesadelo real...

O mundo é cheio de mistérios, cada país tem suas próprias lendas e mitos, os alps são criaturas do folclore alemão e são muito conhecidos em vários países da Europa como monstros que atacam as pessoas durante os sonhos, causando terríveis pesadelos, ambos países tem distintas atribuições a criatura.
Os alps são criaturas pequenas e que podem assumir diversas formas, de animais a humanos, assim como o saci do folclore brasileiro gostam de fazer maldades e travessuras cruéis, como obrigar um cavalo a correr até a morte por exaustão, atormentar e sugar sangue de animais pequenos é principalmente de vacas deixando as sem leite, são normalmente pequenos e parecidos com elfos, mas, muito mais perigosos, usam um chapéu invisível chamado em alemão de Tarnkappe onde ficam guardadas suas habilidades, se você acordar e conseguir vê-lo ou retirar o seu Tarnkappe, você terá a chance de negociar sua vida, mas, todo cuidado é pouco o alp é muito esperto, é preciso que você o convença a voltar no dia seguinte, então ele aparecera de manhã na forma de uma pessoa, e lhe pedira algo emprestado, após você emprestar, ele irá embora.
De acordo com o poema alemão nibelungenlied que conta a história do caçador de dragões siegfried, esses seres eram considerados espíritos benignos das montanhas mas que se tornaram cruéis e brutais, podem ser facilmente confundidos com outras criaturas da mesma familia mas com distinções como o kobold e o alp-luachra, o kobold é um espirito que pode habitar casas fazendo as vezes trabalhos uteis para a casa, como travessuras, minas como caçadores, e navios como ajudantes, o alp-luachra parece com o alp dos sonhos mas não tão perigoso, eles somente abrem a boca das pessoas durante a noite e se alimentam de restos de comida dentro ou preso nos dentes (por isso crianças, escovem os dentes).
Bem, voltando aos alps terríveis dos pesadelos, vamos falar de como ele ataca e como se defender, o ataque do alp é chamado em alemão de Alpdrücke em português pressão elfo, eles agem durante o sono profundo dando preferencia a vitimas femininas, se a pessoa dorme de barriga pra cima eles se sentam no peito da vitima, durante o pesadelo, quanto mais desesperada a pessoa ficar, mais pesados eles se tornam, o peso vai aumentando até a pessoa acordar, geralmente sem fôlego, se a pessoa dorme de barriga pra baixo eles puxam o rosto para fora da cama o que faz o pesadelo ainda pior.
Existem formas de afastar os alps, como de acordo com algumas regiões da Europa são considerados espíritos malignos, um crucifixo ou um sinal da cruz de uma pessoa que tem bastante fé em Deus é capaz de afastar o ser, ferraduras de cavalos atrás da porta, ou deixar as chinelas com a parte dos dedos apontadas para a porta também os assusta, ele é conhecido no mundo todo por vários nomes como turd, old hag, mas o mais conhecido é o nightmare ou seja os pesadelos que se tem a noite, é possível que um alp esteja em cima de você.

Essa eu ri


Dossiê McDonald's: Obesidade, Escravidão e Batatas!!!

"Cuide de seus clientes e os negócios andarão por si sós"


Você conhece a música: Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles num pão com gergelim, é BIG MAC!


A Rede Mcdonald´s possui milhares de estabelecimentos espalhados por mais de 120 países em todos os seis continentes, com dezenas de milhões de clientes diários, é considerada a marca de restaurante mais valiosa do mundo, com valor estimado em 40 bilhões de dólares, e o preço de seu sanduíche principal, o Big Mac, é utilizado como ferramenta de uma pesquisa da revista The Economist, que visa mostrar o quão valorizada está a moeda de um país, no chamado Índice Big Mac.

Creio que já ficou bem claro o quão gigantesco é o poder de influência do Palhaço Ronald e seus amiguinhos, eu mesmo, há bem pouco tempo atrás, já fui um feliz e assíduo cliente, embora sempre tenha preferido o Cheddar Mcmelt ao tradicional e cultuado Big Mac.


Fui, não sou mais (ou não quero mais ser, estou em processo de desintoxicação em uma clínica de recuperação para viciados em Cheddar)!

Tenho lá minhas razões para abandonar minha fidelidade aos quase onipresentes arcos dourados, e tentarei explicá-las logo a seguir.

É um texto um tanto quanto longo (leia por conta e risco), e não se trata de uma cruzada para derrubar o maligno Mcdonald´s (sei que o lado obeso da Força não pode ser derrotado), afinal, no fim das contas, todos tem o direito de comer o que bem entenderem, seja brócolis, um bife acebolado ou até mesmo chumbo derretido, contanto que saibam perfeitamente os riscos que correm ao devorar seu Mc Lanche Feliz.

A Dieta do Palhaço


Em 2004, os Estados Unidos enfrentavam (e ainda enfrentam) uma "epidemia de obesidade" (eram cerca de 300.000 mortes anuais associadas), e um processo movido em nome de duas adolescentes contra a Rede Mcdonald´s chamava a atenção da mídia.

No processo, as duas adolescentes, a primeira com 14 anos, 1,60 m e 77kg, a segunda com 19 anos, 1,70 m e 122 kg, acusavam o Mcdonald´s (e sua comida) de ser o responsável pela obesidade e problemas de saúde que enfrentavam.

Normalmente um processo destes nem seguiria em frente, uma vez que as garotas não foram obrigadas a se entupir com hambúrguer e bata frita, mas o juiz considerou que se os advogados das adolescentes conseguissem provar que a intenção do Mcdonald´s é fazer com que as pessoas comam sua comida todos os dias e que seu consumo regular é perigoso para a saúde, elas poderiam ganhar a causa.

Sim, o impensável poderia acontecer, o Mcdonald´s seria obrigado a pagar por ter colocado em risco a vida de seus consumidores, entre eles, um grande número de crianças, atraídas pela propaganda com o palhaço Ronald e os brinquedos presentes no Mc Lanche Feliz.


Após seis meses de deliberações, o juiz arquivou o processo, alegando que as adolescentes não conseguiram provar que comer regularmente no Mcdonald´s foi a causa de seus problemas de saúde.

Surge então o cineasta Morgan Spurlock, que em seu documentário "Super Size Me", que aqui no Brasil recebeu o apropriado subtítulo de "A Dieta do Palhaço", buscava verificar os efeitos de se consumir regularmente a comida oferecida pelo Mcdonald´s.


Para isso, Spurlock se ofereceu como cobaia, estabelecendo as "regras do jogo".

Durante 30 dias, no café da manhã, almoço e jantar, ele só poderia se alimentar com produtos oferecidos pelo Mcdonald´s, e seria obrigado a pedir o "Super Size" sempre que uma atendente lhe oferecesse.

Além disso, para aproximar ainda mais o seu estilo de vida do típico estilo de vida norte americano (e de muitas pessoas ao redor do mundo), deixou de fazer exercícios físicos.

Morgan foi monitorado desde o começo por médicos, e após 30 dias, o resultado foi que ele engordou 11 kg, seu colesterol aumentou em 65 pontos, houve grande aumento de massa corporal, o risco de um infarto dobrou, teve dores de cabeça constantes, o fígado sofreu danos, teve disfunção sexual (sim, até isso), se sentiu cansado e deprimido na maior parte do tempo.

O cineasta consumiu em um mês, 15 kg de açucar e 6 kg de gordura, precisou de 14 meses para retornar ao peso que possuia antes do Documentário, e, embora seja evidente que as pessoas não se alimentam apenas com produtos do Mcdonald´s, é certo que muita gente consome seus lanches várias vezes por semana, o que, certamente, não é muito saudável.

Com a publicidade negativa decorrente do documentário, o Mcdonald´s reformulou seu cardápio e passou a oferecer opções mais saudáveis, mas sejamos sinceros, quem vai até uma lanchonete Fast Food para comer salada e pedaços de maça?







FUNCIONÁRIOS DO MÊS


Sabe aquele funcionário sorridente na placa de funcionário do mês do Mcdonald´s, pois é, talvez ele não seja tão feliz assim.

Além da correria que uma Rede de Fast Food impõe (caso contrário se chamaria Slow Food), os salários pagos são baixos, e quando eu digo baixos, quero dizer extremamente baixos.

Exagero, você deve estar pensando.

Não é exagero, é pior do que isso, os salários são tão baixos e em um regime de trabalho tão injusto para o trabalhador, que a Rede McDonald's foi convidada pela Câmara dos Deputados a dar explicações, em audiência pública, sobre os salários pagos e a jornada de trabalho dos seus funcionários, sendo acusada de ter política salarial "análoga à escravidão".

O Mcdonald´s paga os salários de seus trabalhadores de acordo com uma "jornada móvel e variável", o que impede o funcionário de possuir outras atividades, uma vez que ocorrem variações no início e no término do horário de trabalho, e este precisa ficar a disposição da empresa.

"Sabemos, por exemplo, do caso de uma pessoa que teve quatro horários de trabalho diferentes em uma mesma semana e outra que trabalhou mais de 35 dias seguidos sem folga"

Além disso, como a remuneração é feita por hora, com os intervalos (determinados pela empresa) descontados, muitos trabalhadores estariam recebendo menos do que o salário mínimo estipulado em lei.


O Ministério Público do Trabalho (MPT) de Pernambuco ingressou com uma Ação Civil Pública (ACP) na Justiça do Trabalho contra a Arcos Dourados Comércio de Alimentos LTDA, empresa que é franqueada da Mcdonald´s no Brasil.

Reunindo documentos e depoimentos de diversos trabalhadores, o MPT encontrou irregularidades como a Jornada de Trabalho Móvel já citada, a proibição de que os funcionários se ausentem da empresa durante o intervalo intra-jornada, e, até mesmo, a proibição de se comer outro alimento que não o fabricado pela rede no ambiente de trabalho.


"Se o trabalhador levar uma declaração médica, pode levar comida de casa. Essa proibição é um absurdo, porque a pessoa pode até mesmo não gostar de comer McDonald's"


Está certo que o sujeito não deveria aparecer no Mcdonald´s comendo um Whooper do Burger King, mas proibir o funcionário de se ausentar e só permitir que ele coma produtos do Mcdonald´s no ambiente de trabalho é um absurdo realmente, além de perigoso para a saúde.


Será que essa gente não assistiu "Super Size Me"?



BATATAS ETERNAS


Para encerrarmos essa nossa viagem pelo mágico mundo gastronômico do Mcdonald´s, que tal falarmos sobre a fórmula da juventude eterna, a tão desejada habilidade de não envelhecer.


Aparentemente, alguém no Mcdonald´s descobriu ela e decidiu aplicá-la nos lanches e nas batatas fritas, fazendo com que se tornem basicamente "imortais".

É o que demonstra o "Happy Meal Project", de autoria da artista plástica e fotógrafa canadense Sally Davies, que desde 2010, fotografa diariamente um hambúrguer e uma porção de batatas fritas do Mcdonald´s, ambos fora da geladeira, em temperatura ambiente.

A idéia era registrar o processo de decomposição dos alimentos, mas adivinha só? Não houve decomposição!

Agora, diretamente do Canal do Educador:

"Quem nunca encontrou um pão mofado ou uma banana com a casca escurecida e cheia de mosquitinhos dentro de casa? Isso é normal, pois os alimentos, ao ficarem expostos ao ar livre, sofrem processo de decomposição depois de determinado tempo."


A imagem ao lado mostra a foto tirada em 10 de abril de 2012, aniversário de 2 anos do projeto, percebam que pouca coisa mudou na aparência dos alimentos.

Segundo as palavras da fotógrafa:


“Eu pareço dois anos mais velha, mas para o hambúrguer o tempo não passa...continuarei fotografando o hambúrguer até que ele se desintegre, o que pode custar o resto da minha vida natural”.
Não sou nenhum especialista, mas batatas e carne, expostas ao ambiente, sem apodrecer? Não é lá o tipo de coisa que eu gostaria ou deveria comer, muito menos meu filho.

Agora, se depois de tudo isso, você me disser que sabe dos riscos e mesmo assim quer continuar a saborear o seu Mc Lanche, que o acha delicioso e que pouco se importa se ele tem toneladas de conservantes ou se vai detonar com sua saúde, então vá em frente, você é dono do seu nariz e do seu paladar.

Bom apetite! Sobremesa para acompanhar?

Poderes Mentais




Existem muitos no mundo das trevas que são capazes de feitos estranhos como mover objetos com o poder da mente ou prever o futuro como se fosse um dom. Eles não são magos, muito menos carniçais que herdaram algum poder do sangue de seus senhores. Eles são psiônicos. Humanos "normais" que nasceram com poderes.
Uma pessoa simplesmente nasce com poderes psiônicos ou pode vir a desenvolvê-los com o tempo. Outros despertam esses poderes após um grande distúrbio em suas vidas como o encontro com seres sobrenaturais ou choques que os levam a beira da morte. Ainda existem aqueles que sofreram experimentos terríveis e desenvolveram estes poderes à força.
Os psiônicos, muitas vezes chamados de abençoados, não forma bem uma nova classe de seres sobrenaturais. A maioria deles vive sozinho com seus poderes até encontrar problemas usando-os onde não deve. Eles podem ser pessoas normais que utilizam seu dom para ajudar a si mesmos e quem está mais próximo ou simplesmente evitam usá-los de qualquer maneira. Ainda existem aqueles que se acham abençoados por Deus ou deuses ou mesmo por Satã e formam cultos. Cda psiônico decide como vai viver sua vida.

Os poderes
Os poderes mentais são vários desde aqueles mais sutis até os mais poderes que atraem mais atenção. Para usar estes poderes, a pessoa deve ter prática e força de vontade ou eles sairão do seu controle e seu corpo não poderá contê-los.
Os poderes psiônicos devem ser usados apenas para humanos "normais", os mortais. Durante a criação do personagem, este recebe quatro pontos para gastar. Cabe ao mestre decidir se eles serão realmente personagens do tipo 6/4/2 ou 7/5/3. Pontos de bônus podem ser usados para aumentar os níveis. custando sete destes por ponto. Em experiência, o custo é de nível x 8 ou . É realmente muito difícil aumentar seu poder psiônico e exige-se muito esforço para isso.
Todo personagem possui o nível do poder e ainda sua habilidade em controlá-lo. Assim, existe uma habilidade para cada poder. Você pode comprar o poder Telepatia mas deverá gastar pontos de habilidade para aprender a ler mentes, comandar mentes ou mesmo apagar memórias. Recebe-se mais quatro pontos de habilidade para se gastar especialmente nisto.

Os testes

Para se testar os poderes, o psi deve simplesmente somar o atributo que mais se aplica a situação à sua habilidade contra uma dificuldade definida pelo Narrador. Esta costuma ser o nível usado + 3. É claro que pode ser aumentada a qualquer momento. Caso se obtenha mais de dois sucesso no teste, consegue-se o efeito mas menos que isso exige-se o gasto de um ponto de força de vontade.
Uma falha mostra que o poder não funcionou mas uma falha crítica é muito pior. Além da perda de um ponto de força de vontade, o Narrador pode deixar que qualquer coisa aconteça. Geralmente, o psi perde toda as suas força sou simplesmente perde o controle de seu poder. Conta-se a história de que em um teste da Tecnocracia, uma mulher que tentava erguer algumas pessoas simplesmente acabou as esmagando com sua Telecinése poderosíssima.
Exemplo : Álvaro quer ler os principais medos na mente de um pivete de rua que está na sua frente naquele exato momento. Mostrando sua força e usando alguns socos ele faz o garoto ficar com medo. Ele testa força + leitura de mentes contra dificuldade definida pelo Narrador.

Existe um grande problema para os psi. Caso o nível de seu poder exceda sua força de vontade, eles simplesmente tende a perder o controle. Uma falha sempre se torna uma falha crítica e eles perdem um sucesso em todo o teste mas uma falha normal ainda não implica na perda de um ponto de força de vontade.
Em situações tensas, qualquer psi pode vir a liberar seu poder sem querer. Eles devem testar força de vontade para evitar esse acontecimento. Um psi que não controla totalmente seu poder tem a dificuldade deste teste aumentada em um ponto.


Clarividência

Lida com a habilidade de perceber o que se passa grandes distâncias e usar sua mente para saber tudo que ocorre a seu redor.

1 - Distância máxima de 30 metros
2 - Distância máxima de 60 metros
3 - Distância máxima de 180 metros
4 - Distância máxima de 450 metros
5 - Distância máxima de um quilômetro
5 - Distância máxima de um quilômetro e meio

As habilidades de clarividência são as seguintes :
Percepção de emoções : O psi pode perceber as emoções das pessoas a seu redor como se estivesse percebendo suas auras. Isso permite até saber um pouco de suas intenções.
Percepção extra-sensorial : Este poder dá liberdade ao psi de ouvir conversas através das paredes e sentir o que está acontecendo e a chegada de certas pessoas a algum local. Ele pode até sentir seres sobrenaturais.
Projeção astral : Permite que o psi separe sua mente de seu corpo e percorra lugares distantes. Funciona como Auspícios 5 de vampiro só que é limitado pelo nível do poder de clarividência.

Premonição

Este poder dá a habilidade de perceber tudo o que virá no futuro. Existem duas habilidades para este poder. Uma permite que psi possa perceber o que virá a acontecer de acordo com certa ação que virá a tomar e a outra faz com que ele saiba quando está correndo perigo e ter sensações imediatas do que está para acontecer. Existe uma diferença muito sutil nestas duas habilidades.
Usando a habilidade de previsão, o psi pode forçar sua mente a ver o que está para acontecer. Caso se concentre bastante em um único fato bem específico, ele poderá vir a receber grandes informações futuras que serão um tanto desconexas mas poderão vir de um futuro bem mais longínquo.

1 - Permite prever o que acontecerá nos próximos 10 minutos
2 - Na próxima meia hora
3 - Na próxima hora
4 - No resto do dia
5 - Na próxima semana
6 - No próximo mês

Telecinése

A habilidade de controlar as moléculas é bastante temida e os telecinéticos sabem muito bem como causar este temor. Eles são capazes de controlar vários efeitos simplesmente com o poder de sua mente causando incêndios e torcendo barras de metal simplesmente com o poder da mente.

1 - Pode erguer 15 kg, pode causar até 2 dados de dano
2 - Pode erguer 35kg, pode causar até 4 dados de dano
3 - Pode erguer 80 kg, pode causar até 5 dados de dano
4 - Pode erguer 250 kg, pode causar até 7 dados de dano
5 - Pode erguer 700 kg, pode causar até 10 dados de dano
6 - Pode erguer 1900 kg, pode causar até 13 dados de dano

As habilidades telecinéticas são as seguintes :
Escudo : O psi pode usar suas habilidades telecinéticas para gerar um escudo capaz de absorver dano. Ao invés de provocar dano, o nível de telecinése se transforma em dados de absorção.
Movimento : Lida com a capacidade de movimentar objetos e pessoas simplesmente com o poder da mente. Os alvos devem estar no campo de visão do psi. Este poder pode também ser usado para fazer tudo levitar.
Pirocinése : A habilidade de colocar fogo. Quanto mais sucessos maior será a precisão do ataque e mais rápido as chamas surgirão. O dnao provocado é agravado.
Vôo : O psi pode usar sua telecinése para realmente voar e bastante depressa. No primeiro níel ele pode voar a até 20 km/h e aumenta-se mais 15km/h para cada nível a partir desse.

Telepatia

O personagem pode atingir a mente dos outros. Ele consegue enxergar o que os outros estão pensando e muitas vezes conversar com eles através disso. Telepatia é algo poderoso e quando não se tem controle sobre esta, a pessoa pode vir a ficar louca devido às informações que podem chegar em sua mente a todo momento.
O nível de telepetia define a distância dos contatos telepáticos, o número de pessoas afetadas e os dados são os seguintes :

1 - até 15 metros, 1 pessoa afetada
2 - até 30 metros, 1 pessoa afetada
3 - até 60 metros, três pessoas afetadas
4 - até 150 metros, seis pessoas afetadas
5 - até 450 metros, dez pessoas afetadas
6 - até onde consegue enxergar, vinte pessoas

A telepatia pode ser usada de várias formas conforme o que o psi está treinado para fazer. Existem as seguintes habilidades telepáticas :
Comando : O psi pode comandar as pessoas através de seu poder telepático. Ele pode transmitir uma ordem que deverá ser cumprida pelo alvo. Quanto maior o nível em telepatia, maior será o poder da ordem e quanto maior o número de sucessos, mais bem seguida esta será.
Controle de memória : Essa habilidade permite que o psi controle a memória dos outros. Ele pode apagar ou modificar a memória

O que as sombras pensam sobre eles...

Vampiros

A maioria dos vampiros simplesmente odeia os psi pois eles podem fugir facilmente do seu controle. Alguns até gostam de torná-los carniçais mas eles podem vir a ser muito perigosos. Os Tremere são os que mais pesquisam estes seres e sempre correm boatos deles estarem aprisionando uns aqui e ali.
Um psi que venha a ser abraçado acaba desenvolvendo a disciplina Auspícios ou outra parecida mas perde todos os seus poderes.

Lobisomens

Os Garou não ligam muito para os psi. Os Portadores da Luz gostam de aprender sobre eles mas nada demais ocorre. Quando um parente desenvolve os poderes psi, ele passa a ser muito útil na luta contra a Wyrm.
Caso um psi venha a despertar como um licnatropo, seus poderes tendem a baixar com o tempo devido a fúria que cada vez aumentará mais em seu íntimo.

Magos

Com certeza, são os magos que interagem mais com o psi. A Tecnocracia já criou muitos deles em suas experiências e mantém muitos sobre seu controle restrito. Quando descobrem algum psi, os Tecnocratas logo mandam seus agentes capturá-lo seja para pesquisa ou para forçá-lo a agir como servo.
As Tradições tendem a manter muitos psi como acólitos e aliados. Muitos magos com interesse na esfera da Mente procuram por estes mortais afim de entender mais sobre os poderes mentais. De todos os grupos, a Ordem de Hermes e os Filhos do Éter são os que mais procuram saber sobre os psi.
Caso o psi venha a despertar como um mago, as dificuldades para se usar suas esferas em relação ao poder que tinha diminuem em um ponto. Se ele possuía um nível quatro ou maior, além disso ele ganha um sucesso automático no teste.

Fadas

Algumas vezes o glamour pode vir a despertar poderes psiônicos nos mortais. As fadas até acham interessantes e consideram isso um modo de ajudar a retirar a banalidade das pessoas. Memso assim, depende de cada fada ver como será sua reação frente a um psi.

Fantasmas

Muitas vezes, os poderes psiônicos permitem contato com os mortos. Os fantasmas conseguem interagir com aqueles que possuem poderes telepáticos e de clarividência, o que faz o psi atraírem algumas dessas almas penadas.

17 de jan de 2013

Locomotiva



No dia 14 de março de 1946, meu pai, Manoel, saiu muito cedo de casa. Ia levar à estação da Estrada de Ferro uma encomenda para uma pessoa da família, a qual era residente em Cachoeiro de Itapemirim.

Não era a primeira vez que meu pai fazia tal coisa; freqüentemente, até, servia-se dos préstimos de um velho maquinista, seu conhecido, que se encarregava de fazer chegar as encomendas ao seu destino.

O trem, que era misto, partia às 5 horas e 30 minutos, tendo meu pai chegado à estação um quarto de hora antes, dirigindo-se à locomotiva, mas vendo que não havia ninguém dentro, resolveu esperar que o amigo chegasse.

Decerto tinha ido tomar um café, pensou meu pai. Mas o tempo foi passando 5, 8, 10 minutos.
Já estava na hora da locomotiva ir apanhar a composição, e nada do maquinista chegar. Nisto ouviu-se o apito do manobreiro, ordenando que a máquina se pusesse em movimento, indo encostar-se aos vagões para o engate, preparando-se para a partida.
Meu pai, que conhecia o serviço, ainda pensou com seus botões: - Vai ter que esperar que o maquinista chegue.
No mesmo instante, porém e com certo espanto, notou que a locomotiva começava a se movimentar, caminhando para a composição. Depois ouviu aquele ruído surdo, tão característico do entrechoque dos engates dos vagões com a locomotiva, e viu a locomotiva voltar, vagarosamente, sem esperar sinal algum.

O manobreiro gritou: - Êêêêê! Como é isto? Você ficou maluco, seu maquinista? Tem que esperar o sinal!
Volte que não engatou! Mas a locomotiva foi seguindo para frente, sempre em marcha lenta; passou por meu pai e foi estacionar exatamente no local de onde havia saído.

O manobreiro veio correndo, para tomar satisfações:
- Então, como é? Isto é a casa da sogra, ou... Mas, ao subir os degraus da máquina, parou, meio desconsertado, murmurando: - Diabo! Ou esta gente saltou sem eu ver... ou este negócio estava andando sozinho? - e saiu ruminando palavras, enquanto voltava para o seu lugar.

Já passava das 5 horas e 30 minutos, sendo que nesse momento o maquinista, que por um motivo qualquer perdera o horário, chegava esbaforido.

Meu pai dirigiu-se a ele, a fim de lhe entregar a encomenda.
Viu, porém, que não era seu velho conhecido, e sim uma outra pessoa que subiu à máquina apressadamente, e tratou de cumprir sua obrigação.

Nisto aproximava-se o manobreiro, a quem meu pai perguntou:

- Maquinista novo?
- Sim, este peste, que me chega com quase 10 minutos de atraso!
- E o outro? o que eu conhecia?
- O outro? Pois não sabe? Morreu, coitado, há oito dias, num desastre na linha Coutinho-Alegre.


E ajuntou, suspirando: - Aquele sim! Era eu dar o sinal, e a locomotiva fazia logo o que tinha de fazer!

NÃÃÃÃÃÃÃÃO!!!!! NÃÃÃÃÃÃÃÃO!!!

Eu me mudei com minha mulher para um apartamento em que achávamos que seríamos muito felizes e que não teríamos grandes transtornos, mas ocorreu tudo ao contrário do que prevíamos.

Nos primeiros dias após a mudança, tudo parecia as mil maravilhas. Após passado algum tempo, notei um dia quando fui tomar banho que o chuveiro (que não era o elétrico) tinha soltado e estava no chão do Box. Fiquei imaginando como aquilo tinha saído do cano. Talvez estivesse mal atarraxado.

Após alguns dias e novamente me deparei com o chuveiro no chão do box e voltei a atarraxar e perguntei para minha mulher e a empregada se haviam por algum motivo retirado o chuveiro do cano. A resposta foi negativa.

Estava saindo do quarto e entrando no corredor e vi quando minha mulher estava vindo da sala e prestes a entrar no corredor, carregando umas caixas e simplesmente a porta fechou, batendo em sua cara, me isolando dela. Chegou a bater na pontinha do nariz dela. Engraçado que a porta não abria nem por um raio, ela forçava de um lado e eu do outro. Depois de muito sacrifício conseguimos abrir a porta novamente. Ela disse que era estranho aquilo. Eu concordei.

Havia uma coisa curiosa nesse apartamento. Porque as luzes queimavam com uma facilidade incrível. As vezes as lâmpadas de um determinado cômodo ficava oscilando um pouco mais forte e um pouco mais fraca e depois queimava. Acabava de trocar uma lâmpada por exemplo a do quarto e dois dias depois trocava uma das lâmpadas do corredor. E dali a menos de uma semana era a do banheiro, cozinha, área de serviço, banheiro de novo, quarto, corredor novamente. Contratei um técnico. Trocou toda a fiação da casa. Mas os problemas continuavam. Era uma lâmpada pelo menos por semana queimada. Não escapava nem a dos abajures e até mesmo a lâmpada da geladeira e fogão. Fora quando as lâmpadas não ligavam sozinha. De vez em quando acontecia isso também.

O liquidificador um dia ligou sozinho e o grill deu curto circuito, a resistência da torradeira ficou mais intensa e queimava os pães, o ferro elétrico estourou quando a empregada passava a roupa. Ela disse que um dia estava lavando roupa e algo puxou o lenço que usava na cabeça, ela até pensou que fosse impressão dela. Mas depois que isso aconteceu outras duas vezes ela muito sem graça veio comentar comigo. Estava com os olhos arregalados.

Minhas esposa e eu havíamos chegado em casa já de madrugada e quando passávamos pelo corredor para entrar no quarto eu recebi uma saboneteira de metal na cabeça, vindo do banheiro. Doeu, mas assustou mais ainda. A gente ouvia um leve barulho de gente falando mas sem saber o que falavam porque era baixinho. O espelho da entradinha do apartamento caiu no chão e quebrou, mas quando fui ver o arame que prendia, ele estava inteirinho e o prego que prendia também não havia saído do lugar, nem sequer estava inclinado para baixo.

Um dia a empregada estava servindo o jantar para gente e mais uma prima de minha irmã que veio do Sul e passava o final de semana com a gente. E quando estávamos no meio do jantar a cortina da sala foi arrancada quase toda do trilho. Ficamos os quatro parados ali olhando aquilo.

O chuveiro do box continuava a sair do lugar e amanhecia no chão. Outras vezes acordava com barulho forte de água caindo como se um cano de caixa d'água estivesse vazando e era o chuveiro, ou seja, o cano do chuveiro que jorrava a água.

O lenço na cabeça da empregada continuava a ser arrancado as vezes, assim como as vezes sentíamos algo pegar levemente e segurar o tornozelo da gente. Os livros da prateleira do escritório caíram em seqüência quando eu e minha esposa estávamos redigindo algumas coisas.

Um dia estávamos discutindo eu e minha esposa por uma besteira e quando estávamos falando alto ouvimos nitidamente como se alguém falasse chiiiiiiiiiii!!!!!!! como para que a gente calasse a boca. Claro que a discussão acabou naquele momento. Minha esposa tratou logo de me abraçar e dizendo que estava com medo.

As lâmpadas iam queimando e sendo trocadas. A empregada reclamava de barulhos no quartinho dela como se alguém estivesse arranhando as paredes e a gente ouvia barulho de vozes que não conseguíamos entender o que era, porque era baixinho demais e depois parava.

As vezes o banheiro ficava com um perfume fortíssimo adocicado e depois parava. Voltava dias depois e era tão forte que parecia que haviam quebrado um vidro inteiro de perfume super enjoativo que empestava o apartamento todinho.

Uma vez, nós viajamos e demos férias a empregada, então, como tínhamos o problema dos eletrodomésticos que viviam nos causando surpresas, resolvemos desligar a chave geral do apartamento, por prevenção. E quando chegamos de viagem e abrimos a porta, algumas luzes estavam acesas e a chave geral havia sido religada sozinha.

Até mesmo a campainha da porta tocava e víamos pelo olho mágico que não havia ninguém do outro lado. Também as vezes a maçaneta da porta da cozinha ou do corredor que ligava a sala mexia sozinha como querendo abrir, mas as portas estavam abertas. A porta do corredor as vezes batia com violência e normalmente quando um de nós estávamos prestes a cruzar ela, quase batendo na nossa cara. E algumas vezes era um custo fazê-la abrir novamente.

Mas o dia que mais assustou a gente, foi quando estávamos deitados, as luzes desligadas e vimos um vulto que veio do corredor e ficou parado na porta e depois foi até a cabeceira da cama. Parecia uma mulher com cabelos desgrenhados, descabelada, ficou parada ali na frente da cama e minha esposa agarrada comigo e eu com ela. Conseguimos ouvir a voz rouca falando NÃÃÃÃÃÃO!!!!!!! NÃÃÃÃÃÃÃO!!!!!!! E o vulto foi saindo lentamente. A porta do corredor bateu com toda a violência. O quarto ficou com um cheiro insuportável de perfume enjoativo e adocicado.

A empregada veio no nosso quarto após empurrar com bastante força a porta do corredor dizendo que as portas do armário de cozinha estavam batendo e que havia uma faca cravada em um dos armários. Fomos lá e constatamos que era verdade. Ela estava entre a folha da fórmica que estava meio solta e a madeira. E as portas estavam desorganizadas, umas abertas, outras fechadas.

Nos mudamos, depois de esgotadas todas as tentativas de ignorar o que ocorria naquele apartamento. Fomos morar em um apartamento em um prédio bem ao lado deste. E notamos com freqüência que os moradores não costumam ficar muito tempo naquele apartamento.

Houve até um caso curioso em que um casal foi morar lá e um dia quando chegávamos no nosso prédio, havia uma grande movimentação nesse prédio do lado, havia carros da polícia também. E soubemos que a moradora do apartamento em que moramos, tentou matar o marido. Eles brigavam muito e ela esfaqueou ele no braço e costela, mas não conseguiu matá-lo. Ele foi para o hospital e ela ficou detida, não soube o final da história, mas o apartamento foi desocupado e logo em seguida veio outra família que logicamente não ficou muito tempo. Assim como os moradores a seguir e assim por diante. Nunca para gente lá.

Os mistérios das Matas do Paraná


Em 13 de julho de 1997, um grupo de quatro montanhistas resolveu acampar no alto do Anhangava [Coordenadas GPS: Latitude / Longitude = 25°23'22.78"S, 49° 0'10.02"W].
Como conheciam a região resolveram começar a subida por Volta das 22:00' horas. Ao longo da trilha eles começaram a sentir o ambiente pesado.
Embora não tivessem comentado o fato, eles todos sentiam a mesma coisa.
Havia um som estranho muito baixo, mas perceptível que os acompanhava ao longo da trilha.
Pouco antes de chegar no local onde abasteceriam os cantis, um dos rapazes afirmou que achavam que estavam sendo seguidos.
Ele era o último da fila e não sabia ao certo o que os seguia.
Após abastecerem os cantis eles reiniciaram a subida.

Um pouco à frente o barulho se tornou mais intenso.
Todos pararam e iluminaram a mesma região ao lado da trilha.
Nesse local não havia nada, mas a vegetação agitou-se como se um animal de Grande porte de repente pulasse ali.
Devido ao susto os aventureiros correram montanha acima.
Eles não tinham escolha, pois o fenômeno estava se manifestando atrás deles.
Se voltassem acabariam chegando mais perto do que quer que fosse.
Ao longo da subida o som e a estranha sensação continuou acompanhando o grupo.
Quando o grupo chegou aos paredões de pedra ouviram sons de morcegos que pareciam muito agitados.

Os aventureiros acreditavam que tratava-se de algum animal que estava acompanhando o grupo.
Eles acreditavam que tudo acabaria depois de passar pela escadinha, pois um animal não poderia passar por ali.
Após passar a escadinha o grupo sentiu-se aliviado e resolveu seguir até as ruínas de uma capelinha existente no alto do morro.
Reza a lenda que na verdade esta construção seria um antigo túmulo.
Ao chegar na capelinha o grupo parou para descansar e discutir os fatos pelos quais passaram.
Poucos minutos após chegar no local o grupo ouviu ao longe os mesmos morcegos que ouviram quando passaram pela região dos paredões.
Eles estavam tão agitados quanto antes. A tensão tomou conta do grupo novamente.

Logo depois o som que os acompanhou durante toda a subida foi ouvido próximo ao local onde estavam abrigados.
Nesse instante o grupo começou a rezar.
Quando começaram a rezar o som diminuiu e a sensação ruim passou.
Nisso começaram a conversar novamente, fazer piadas e cantar.
Logo depois ouviram o som novamente próximo, e a sensação ruim tomou conta do ambiente novamente.
Eles começaram a rezar novamente, e como antes, aquilo se afastou.
Foi assim até o dia amanhecer. Quando o dia estava clareando o barulho cessou e o grupo respirou aliviado.

Este tipo de relato é bastante comum em toda a região da Serra do Mar (Paraná).
No trecho da Ferrovia Curitiba [Coordenadas GPS: Latitude / Longitude = 25°25'45.20"S, 49°14'52.32"W] - Paranaguá[Coordenadas GPS: Latitude / Longitude = 25°31'7.80"S, 48°30'50.15"W] também ocorrem casos do gênero, geralmente associados à fantasmas ou à animais selvagens.
Vale a pena ressaltar que na maioria dos casos os sons relatados pelas testemunhas são diferentes dos sons produzidos por macacos ou animais predadores (onças, jaguatiricas, etc).
Em alguns casos mais esporádicos, ocorrem avistamentos de seres de aspecto desconhecido cuja descrição foge às verificadas em espécies nativas.
Um exemplo é o caso de dois amigos que percorriam o Caminho de Itupava durante o auge de ataques de Chupacabras na região, em 1997.
Quando aproximavam-se da entrada para o Pão de Loth [Coordenadas GPS: Latitude / Longitude = 25°24'45.36"S, 49° 0'3.34"O]encontraram algumas pessoas assustadas com a presença de uma estranha criatura na trilha.

Casa do Ipiranga às margens da Ferrovia




Vários mochileiros que acamparam no local ouviram sons de correntes provindas da Casa.
Alguns ouviram sons na Mata que não se assemelhavam à qualquer animal conhecido por eles.
Um caso interessante envolveu um grupo de 5 pessoas.
Eles portavam equipamento leve e pretendiam pernoitar na região seguindo pela manhã para Morretes.
Quando eles chegaram à Casa, já era por Volta das 23:00' horas.
Prepararam o jantar e depois prepararam-se para dormir.
Em dado momento, eles ouviram um grito ao longe.
O segundo grito, que não parecia-se com nada conhecido pelo grupo, ocorreu mais próximo ao acampamento.
O terceiro grito ocorreu muito próximo ao acampamento assustando todo o grupo.
Após o terceiro grito, uma estranha criatura passou a rodear rapidamente o acampamento sem provocar qualquer agito na vegetação local.
A estranha criatura rodeou o acampamento até as 4 horas da manhã quando silenciou.
Este tipo de relato remete ao mito folclórico do Bradador (ou Gritador) presente em várias regiões do Brasil.

Esses acontecimentos assustadores que ocorreram na região do Caminho de Itupava nas matas do Paraná, são a prova de que o sobrenatural existe em nosso mundo, se manifestando onde menos se espera, mostrando que "Nós Não Estamos Sozinhos"!


15 de jan de 2013

Lobisomens (Wolfman)

Lobisomem ou licantropo (do grego λυκάνθρωπος: λύκος, lykos, "lobo" e άνθρωπος, anthrōpos, "homem"), é um ser lendário, com origem em tradições europeias, segundo as quais, um homem pode se transformar em lobo ou em algo semelhante a um lobo em noites de lua cheia, só voltando à forma humana ao amanhecer.

Tais lendas são muito antigas e encontram a sua raiz na mitologia grega. Segundo As Metamorfoses de Ovídio, Licaão, o rei da Arcádia, serviu a carne de Árcade a Zeus e este, como castigo, transformou-o em lobo (Met. I. 237).Uma das personagens mais famosas foi o pugilista arcádio Damarco Parrásio, herói olímpico que assumiu a forma de lobo nove anos após um sacrifício a Zeus Liceu, lenda atestada pelo geógrafo Pausânias.

Segundo lendas mais modernas, para matar um lobisomem é preciso acertá-lo com artefatos feitos de prata.



Lenda Brasileira


No Brasil existem muitas versões dessa lenda, variando de acordo com a região. Uma versão diz que a sétima criança em uma sequência de filhos do mesmo sexo tornar-se-á um lobisomem. Outra versão diz o mesmo de um menino nascido após uma sucessão de sete mulheres. Outra, ainda, diz que o oitavo filho se tornará a fera. Outra já diz que é apos a morte de um familiar que possuía a aberração e passou de pai pra filho, avô pra neto e assim por diante.

As pessoas conhecem o licantropo na forma humana através de comportamentos estranhos, como mudança de comportamento, misteriosa e quase sempre com olhos cansados(olheira), o licantropo na forma humana é uma pessoa muito atenta as outras, sempre desconfiando de tudo como por exemplo, tem muito medo de ser descoberta a humanidade que é uma aberração, porém é muito protetora em forma humana.

Em algumas regiões, o Lobisomem se transforma à meia noite de sexta-feira, em uma encruzilhada. Como o nome diz, é metade lobo, metade homem. Depois de transformado, sai à noite procurando sangue, matando ferozmente tudo que se move. Antes do amanhecer, ele procura a mesma encruzilhada para voltar a ser homem.

Em algumas localidades diz-se que eles têm preferência por bebês não batizantes. O que faz com que as famílias batizem suas crianças o mais rápido possível. Já em outras diz-se que ele se transforma se espojando onde um jumento se espojou e dizendo algumas palavras do livro de São Cipriano e assim podendo sair transformado comendo porcarias até que quase se amanheça retornando ao local em que se transformou para voltar a ser homem novamente. No interior do estado de Rondônia, o lobisomem após se transformar, tem de atravessar correndo sete cemitérios até o amanhecer para voltar a ser humano. Caso contrário ficará em forma de besta até a morte. O escritor brasileiro João Simões Lopes Netos escreveu assim sobre o lobisomem: "Diziam que eram homens que havendo tido relações impuras com as suas comadres, emagreciam; todas as sextas-feiras, alta noite, saíam de suas casas transformados em cachorro ou em porco, e mordiam as pessoas que a tais desoras encontravam; estas, por sua vez, ficavam sujeitas a transformarem-se em Lobisomens…"

Há também quem diga que um oitavo filho que tem sete irmãs mais velhas se torna lobisomem ao completar treze anos. Também dizem que o sétimo filho de um sétimo filho se tornará um lobisomem.

A lenda do lobisomem é muito conhecida no folclore brasileiro, e assim como em todo o mundo, os lobisomens são temidos por quem acredita em sua lenda. Algumas pessoas dizem que além da prata o fogo também mata um lobisomem. Outras acreditam que eles se transformam totalmente em lobos e não metade lobo metade homem.

Algumas lendas também dizem que se um ser humano for mordido por um lobisomem, e não o encontrar a cura até a 12ª badalada desse mesmo dia, ficará lobisomem para toda a eternidade.


Mais além, irei postar casos reais... Por enquanto estou com problemas em encontrar... Aguardem





A verdadeira história do Massacre da Serra Elétrica (Exclusivo)

Edward Gein, filho de Augusta Lehrke 1878–1945 e George P. Gein 1873–1940

Seus pais eram nativos de Wisconsin, e havia se casado em 07 de julho de 1900, seu casamento produziu Edward e seu irmão mais velho, Henry G. Gein 1901-1944. George Gein era um alcoólatra violento. Ed e seu irmão rejeitaram seu pai violento.

Apesar de seu profundo desprezo por seu marido (Augusta também o rejeitava), o casamento persistiu. O divórcio não era uma opção devido a crenças religiosas da família. Augusta sustentava a família trabalhando em sua mercearia, eventualmente, comprou uma fazenda na periferia de uma outra cidade pequena, Plainfield, que se tornou morada da família de Gein.

Ed Gein só deixava sua casa para ir à escola, pois sua mãe bloqueou qualquer tentativa que ele fez para adquirir novos amigos. Além da escola, ele passou a maior parte de seu tempo fazendo tarefas na fazenda. Augusta, que era religiosa fanática, ensinava seus filhos sobre a imoralidade inata do mundo, o mal da bebida e acerca do pecado com prostitutas. De acordo com Augusta, a única forma aceitável de sexo era para a reprodução biológica. Ela reservava seu tempo para ler com os filhos a bíblia, geralmente selecionando versos do Antigo Testamento (Bíblia tem contexto, não se deve associar tudo á um verso “Opinião Particular”) que tratam com morte e vingança divina os que praticam tais coisas. Com comportamento efeminado, o jovem Ed Gein tornou-se alvo de intimidações. Colegas e professores recordam que Ed tinha ataques de risos, tais como o riso aparentemente aleatório, como se estivesse rindo de sua própria piada pessoal. Apesar do seu péssimo desenvolvimento social, ele saiu-se bem na escola, particularmente na área de economia. Mais tarde seus ex-professores recordaram-se que ele era um sujeito um pouco estranho e que ele era conhecido por capturar animais da beira da estrada que haviam sido executados e levá-los para casa com ele. Não se sabe até hoje o que ele fazia com esses animais, mas isso ocorreu em diversas ocasiões.

As mortes dos membros da família:

Seu pai George morreu em 1940, seu irmão Henry começou a rejeitar a visão distorcida de Augusta do mundo. Em certa ocasião, Henry respondeu à sua mãe e Ed ouviu. Ed costumava dizer à Henry que seu irmão seria condenado ao inferno se ele não se arrependesse orasse.

Em março de 1944, os irmãos se encontraram no meio de um incêndio na propriedade que possuíam. Quando Ed falou com a polícia, disse que não sabia onde seu irmão estava, porém, mais tarde, Ed levou os policiais até o local que estava o cadáver do irmão.

Apesar de não haver provas contra Ed, Henry sofreu trauma contuso na cabeça, o médico legista do condado decidiu que ele morreu de asfixia enquanto lutava contra o fogo. Mais tarde, quando foi preso, Ed Gein confessou que matou o irmão, se justificava dizendo que fez por que se Henry vivesse estaria indo para o inferno, pois, estava em um caminho errado.

Ed Gein passou a viver sozinho com a mãe. Menos de dois anos depois, em 29 de dezembro de 1945, Augusta morreu de uma série de acidentes vasculares cerebrais, deixando seu filho aflito sozinho na fazenda isolada. E depois de sua morte Ed se tornou ainda mais estranho. Acredita-se que após a morte da mãe é que ele começou a roubar cadáveres do cemitério local.

A polícia suspeita que Ed Gein está envolvido no desaparecimento de uma balconista em 16 de novembro de 1957. Ao entrar em um galpão em sua propriedade, eles fizeram sua primeira descoberta horrível da noite: o cadáver de Worden. Tinha sido decapitada, seu corpo sem cabeça pendurado para baixo por meio de cordas em seus pulsos e tornozelos amarrados. O tronco do corpo estava vazio, a divisão da caixa torácica e do corpo “virada para fora” como o de um cervo, aparentando ser uma roupa ou algo que fosse possível vestir.

A policia encontrou na casa de Ed Gein:

* Crânios humanos pendurados;
* Pele humana formada em um abajur e usada para estofar assentos de cadeiras;

* Tampas de crânios humanos, aparentemente em uso como tigelas de sopa;

* Um coração humano (existe controvérsias entre as próprias autoridades sobre isso, os relatórios dos investigadores afirmam que o coração estava em uma panela no fogão, mas alguns fotógrafos da cena do crime alegam que estava em um saco de papel);

* A pele do rosto de Mary Hogan, proprietária da taberna local, encontrado em um saco de papel;

* Puxadores de janela revestido por lábios humanos;* Um colete “mamária” criado a partir da pele de uma mulher;* Um cinto feito de várias partes humanas, entre muitos outros, tais objetos terríveis; meias feitas de carne humana.
Na vizinhança, havia relato, inclusive de crianças que foram até a casa de Gein de que existiam esses objetos esquisitos, Ed Gein descrevia essas coisas como relíquias dos Mares do Sul, que supostamente, foi enviado por um primo que tinha servido na Segunda Guerra Mundial. Após investigação, descobriu-se que eram peles faciais humanas, cuidadosamente descascadas de cadáveres e usadas por Gein, talvez como máscaras.

Gein admitiu sob interregotorio que ele iria escavar os túmulos dos recém-enterrados “mulheres de meia-idade” que pareciam sua mãe. Ed negou ter relações sexuais com os corpos exumados por ele, explicando: “Eles cheiravam demasiado mal”. Durante o interrogatório, Gein também admitiu que matou com tiro Hogan, que estava desaparecida desde 1954.

Logo após a morte de sua mãe, Gein decidiu que queria mudar de sexo, (embora seja uma questão de debate se ou não ele era transexual “pois Ed nunca disse ser”) mas uma coisa é certa, ele vestia-se como “mulher” para que pudesse fingir ser sua mãe.

Novas descobertas

Em 1995, perto do local da antiga casa Gein, foram encontrados ossos de até onze esqueletos humanos, todos mulheres, com exceção de um. A polícia local disse que,( embora eles não tenham 100 por cento de certeza), é provável que todos estes 11 restos mortais foram trabalho de Ed Gein, pois, são restos mortais da época em que ele vinha cometendo assassinatos na área. Um resto mortal de sexo masculino era na verdade um carteiro que desapareceu no ano anterior Ed Gein foi preso.


O Espírito de Ed Gein


Muitas pessoas ao longo dos anos desde sua morte, afirmaram ter visto Ed Gein andando pela rua caminhando na direção de sua antiga casa. Ele é visto freqüentemente pelas estradas em torno de sua antiga casa. Vários casais jovens alegaram terem sido abordados por um homem que se encaixa na descrição de Gein, muitos afirmam que Gein foi bater nas janelas de seus carros, e muitas dessas pessoas, nem fazem idéia dessa história. A polícia local se recusou-se em divulgar o retrato falado do homem porque ele se assemelhava muito á Ed Gein.


Umirim: A pirâmide


A cidade de Umirim localizada aproximadamente à 95 km de Fortaleza jamais foi a mesma desde que uma misteriosa pirâmide foi erguida em sua zona rural, o prédio ou templo foi idealizado por um grupo de pessoas que seguem algum tipo de doutrina religiosa e fazem cultos que são restritos aos seus membros, devido a essa restrição muitos boatos sobre o que acontece durante as reuniões já tomaram conta da região, o mais novo é que a pirâmide faria parte de uma igreja americana em que os membros assistem os eventos religiosos nus, fala-se também em Rituais com sacrifício de animais, a última suspeita foi levantada após pessoas terem visto currais dentro do terreno, o templo é protegido 24 horas por dia por seguranças armados, que impedem o acesso de curiosos ao interior do templo, para evitar roubos, saques e a presença de curiosos que possam vir a atrapalhar o clima de paz que existe no local,mas nada muito rígido.

Dias atrás uma equipe de reportagem da TV Diário de Fortaleza conseguiu ter acesso ao interior do terreno e ver o monumento de perto, mas ao tentarem ter acesso ao interior tiveram permissão negada por um dos membros via celular, logo após foram conduzidos ao portão.

O templo é lindo e imponente, visto de toda cidade e já virou uma espécie de ponto turístico da cidade, a todo momento curiosos chegam para tentar dar uma olhadinha ou tirar uma fotografia próximo da pirâmide, ela está erguida desde 2010 e desde sua criação influencia a imaginação popular à pensar diversas coisas sobre a construção.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...