Páginas

31 de ago de 2013

EUA Declara Ataque À Síria


Hoje (31/08/2013), o governo dos Estados Unidos declara ataque à Síria. Barack Obama afirmou neste sábado que decidiu que o país deve adotar uma ação militar contra alvos do governo sírio, em resposta ao ataque com armas químicas na semana passada. "Não podemos e não iremos fechar os olhos para o que aconteceu em Damasco", declarou Obama durante em pronunciamento na Casa Branca.




* Decidi que os EUA devem tomar ações militares contra regime sírio. As ações serão limitadas em duração e escopo, mas visam impedir este tipo de comportamento. Estamos preparados para atacar quando quisermos. - Declarou Obama.



Em resumo, acusa-se que o governo sírio, de Bashar al-Assad, liberou um ataque químico na capital de Damasco, Síria. O ataque químico, possivelmente gases neurotóxicos, matou cerca de 1.429 pessoas, dentre elas 426 crianças.

O governo sírio negou responsabilidade e acusou "terroristas" ligados à rede terrorista da Al-Qaeda de tentarem desestabilizar o país, que, já planejando saber da intervenção do governo estadunidense, criasse conflitos com suas tecnologias e de uma possível Guerra Mundial Biológica (com uma das intenções de vingança como a captura de Osama Bin Laden).

O provável uso de armas químicas levou os EUA e as potências ocidentais, que vinham evitando falar em intervenção na guerra civil síria, a mudarem o tom e a cogitarem um ataque contra as forças de Assad.

Atualmente, famílias sírias cruzam a fronteira e entram na Turquia pela passagem de Cilvegozu para se refugiar no país vizinho, com medo da tensão internacional que torna iminente um conflito com os EUA.  

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, apresentou um relatório da Inteligência americana que, segundo a Casa Branca, não deixa dúvidas de que o ataque químico na Síria foi perpetrado pelas tropas de Assad, deixando 1.429 mortos, incluindo 426 crianças, no dia 21 agosto. Damasco reagiu e afirmou que o relatório era “totalmente fabricado”. Segundo o relatório americano, imagens de satélite mostram que os foguetes foram lançados 90 minutos antes dos primeiros registros nas mídias sociais. Os dados apresentados por Kerry indicaram ainda que o regime de Assad usou um mix de armas químicas, incluindo gás sarin.

Os Estados Unidos estão contando com o apoio inicial da França e do Reino Unido.





Mas enquanto o Pentágono faz as preparações finais para um ataque, a Rússia elevou o tom das críticas à intenção americana de agir sem o aval do Conselho de Segurança da ONU. Para o presidente russo Vladmir Putin, não faria sentido para o governo sírio usar armas químicas numa guerra que está vencendo.

- Sabemos de onde se lançaram os foguetes e a hora. Sabemos que se encontram em zonas controladas pelo governo sírio e que os rebeldes não têm acesso. Sabemos que funcionários do governo estiveram na zona três dias antes do ataque para prepará-lo - afirmou Kerry, acrescentando que o relatório baseia-se em milhares de fontes. - Os serviços de Inteligência dos EUA têm plena confiança de que tudo que acabo de dizer trata-se de fatos comprovados.

Após a apresentação, o governo sírio afirmou que os Estados Unidos usaram as mesmas “mentiras que os rebeldes vêm divulgando”:

- Este ataque é uma ameaça para o mundo e afeta aos interesses dos Estados Unidos e de nossos aliados. Não podemos aceitar um mundo onde mulheres e crianças são vítimas de gás. Se não houver uma ação militar contra este ataque estaremos enviando sinais de que as normas de segurança internacionais não têm sentido - disse Barack Obama

O governo estadunidense afirmou que não farão ataque por terra, apenas aéreo. O povo sírio procuras meios urgentes de se protegerem; por outro lado, não sabem ao certo onde se esconderem, como, e o que fazerem. Os médicos sírios estão investindo fundo em médicos iniciantes para apoiá-los. Estão investindo muito em aparelhos de oxigênio.




"Somente um homem corajoso protege seu próprio povo". - VAI TOMAR NO CÚ FILHO DA PUTA


Segundo previsto seus ataques, o governo de Obama irá atacar nessa semana do dia 9 de setembro. Os investigadores da ONU, responsáveis por fazer perícias e recolher materiais do ataque, já foi evacuado metade de seus homens. 

Depois que um cara desses tem um destino igual ao Gadaff, Russein,, etc, não sabem porque...

Fonte: G1 Globo
Fonte: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...