Páginas

28 de jan de 2014

Ruínas Cagsawa: Na Sombra do Vulcão Mayon


O campanário solitário de uma igreja franciscana do século 18, conhecida como as Ruínas Cagsawa, deixa em seu testamento os perigos de viver à sombra de um vulcão ativo. Pois, quando o vulcão Mayon, nas Filipinas, em 1841, explodiu em sua erupção mais violenta até o momento, enterra Cagsawa e outras cidades vizinhas sob milhões de metros cúbicos de cinzas, matando um número estimado de 1.200 pessoas.



A igreja de Cagsawa foi construída por monges franciscanos em torno de 1724, supostamente para substituir uma estrutura anteriormente destruída por piratas holandeses. Mas naquele dia violento em 1814, quando os fiéis se refugiaram no interior do edifício, suas orações não foram respondidas como eles acreditavam.


O pouco que restou "intacto", se assim podemos dizer, foi deixado à mercê de outras forças elementais violentos. Fotografias antigas mostram a estrutura relativamente intacta até o século 20, e acredita-se que os terremotos durante a década de 1950 fez com que as paredes principais entrassem em colapso.


Hoje em dia as Ruínas Cagsawa formam um dos destinos turísticos mais populares na região, dentro de 55 minutos de tempo (ou seis horas de ônibus) de vôo de Manila. Apenas menos de sete quilômetros de distância, por sua vez, é o cone ativo do vulcão Mayon. Só o tempo dirá se os restos das Ruínas Cagsawa serão um dia enterrados para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...