Páginas

1 de jan de 2015

A Galinha que Viveu Sem a Cabeça

Tudo parecia um dia normal de 10 setembro de 1945, quando o fazendeiro Lloyd Olsen foi buscar um frango para o jantar e escolheu um dos mais gordos. Ele levantou o machado, cuidadosamente e cortou-lhe a cabeça. Depois de ser decapitado, o frango deu alguns passos e entrou no quintal com os outros pássaros. Mike balançou as suas penas e até mesmo tentou esconder o que restava de sua cabeça debaixo de sua asa. Ele também queria cacarejar mas o único som que poderia emitir-se era um ligeiro "chirp" de seu esôfago aberto.



Na manhã seguinte, o fazendeiro ficou surpreso ao vê-lo vivo. Ele começou a alimentação com uma pipeta. Depois de uma semana ainda vivo, o agricultor levou para Salt Lake City para ser estudado por cientistas da Universidade de Utah. Eles explicaram que o golpe tinha deixado intacto o jugular, a maior parte do cérebro e uma orelha. Assim, o sangramento parou. E o animal poderia viver por um tempo.



Mike era alimentado de milho e leite, ao qual foi ganhando peso. De pouco mais de um quilo passou para 3,5 em poucos meses. Olsen percebeu que poderia se beneficiar, e passou a se exibir em todo o país apresentando-o como um milagre. Era cobrado 25 centavos  para vê-lo correr. Ele passou a ganhar US $ 4.500 por mês. Ele tornou-se uma estrela e as mais prestigiadas revistas como Life and Time criou uma sensação com a notícia, muitos agricultores fizeram o mesmo com suas galinhas, o mais próximo que chegou foi um chamado Lucky, que viveu apenas 11 dias. Finalmente em março 1947 Mike morreu de asfixia em seu celeiro. A pequena cidade de Fruita, Colorado (EUA), desde 1999, organiza uma festa em honra de 'Mike'. Tem a sua escultura no centro da cidade.



Site do Festival: http://www.miketheheadlesschicken.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...