Páginas

26 de jul de 2014

Canadá Busca Sonda em Armas Apreendidas pela ONU em Gaza


O governo canadense pediu uma investigação da ONU sobre as descobertas relatadas de esconderijos de armas nas escolas na Faixa de Gaza, informou Global Post. De acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros do Canadá, John Baird, foi chocante que os estoques de foguetes foram encontrados em uma escola administrada pela Agência das Nações Unidas de Socorro e Trabalho em Gaza.

Mais alarmante relatos de que, no primeiro caso, os funcionários com as Nações Unidas voltaram essas armas para o Hamas, depois que autoridades israelenses descobriram a localização de armas armazenadas. Canadá apresenta o Hamas como uma organização terrorista

No entanto, Baird não revelou a fonte de tais alegações. Ele acrescentou que o Canadá queria uma sonda de imediato por uma agência de investigação independente para trazer a verdade factual em torno desses relatórios. Canadá também pediu que as Nações Unidas para garantir que nenhum foguetes são devolvidos ao Hamas. O ministro das Relações Exteriores canadense também disse que qualquer coisa aquém de uma investigação independente seria inaceitável para o seu país.


Os funcionários da ONU havia informado a apreensão de armas em uma escola vaga na Faixa de Gaza, a segunda vez em uma semana. Enquanto isso, a agência da ONU para refugiados palestinos, a UNRWA, disse que já tinha lançado uma investigação sobre os 20 foguetes escondidos em suas escolas vagas na Faixa de Gaza.

A agência da ONU condenou o incidente como uma violação flagrante do direito internacional e afirmou que os foguetes tinham sido removidos e as partes interessadas foram informadas

PROGRESSO À VISTA

Enquanto isso, os Estados Unidos manifestaram a sua satisfação com os sinais de progresso nas negociações de cessar-fogo, embora seja muito cedo para buscar um fim rápido para o conflito, relata CTV News. Ferozes batalhas no sul de Gaza teve forte impacto, e 695 palestinos e 34 israelenses morreram.

John Kerry, o secretário de Estado dos EUA, está intermediando ativamente uma trégua, e ele reuniu-se com o chefe das Nações Unidas, Ban Ki-moon, antes de correr para Israel. Mas os negociadores estão enfrentando o desafio dos estandes de endurecimento por Hamas e Israel. Israel está determinado a cortar as capacidades militares do grupo militante Hamas.

VISTA HAMAS

Hamas insiste que seus militantes não se moveu até que o bloqueio egípcio-israelense da Faixa de Gaza seja levantado. O líder do Hamas Khaled Mashaal, em um discurso transmitido pela televisão a partir de Doha, disse no conflito em curso, Israel é o carrasco, agressor, ocupante e colonos e os palestinos são os verdadeiros donos da terra. Portanto o Hamas não vai aceitar nada menos do que um fim completo do bloqueio. Hamas governa o território costeiro de Gaza empobrecida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...